Quais ações permitem o desenvolvimento da cultura de segurança psicológica?

A SEGURANÇA PSICOLÓGICA E A CULTURA DO CANCELAMENTO

Segurança psicológica é uma crença compartilhada pelos membros de uma equipe, de que a equipe é segura para a tomada de riscos interpessoais” – Dra. Amy Edmondson
Este conceito surgiu a parti de uma pesquisa que o Google solicitou a Harvard para buscar respostas a uma pergunta: O QUE TORNA UMA EQUIPE EFICENTE? Esta pesquisa foi coordenada pela Dra. Amy Edmondson com 180 equipes de diferentes equipes no mundo e ganhou o nome de PROJETO ARISTÓTELES fazendo alusão ao pensador que afirmava que “o todo é maior que a soma das partes”.
Esta pesquisa trouxe resultados surpreendentes ao time de pesquisadores apontando que a melhor forma de obter eficiência de um time seria:

  • Segurança psicológica: É a percepção que um indivíduo tem sobre as consequências de assumir um risco interpessoal. Indica o conforto de uma pessoa em discordar das outras e defender seus pontos de vista.
  • Confiabilidade: É a expectativa de finalizar o trabalho com qualidade dentro do prazo e a capacidade de acreditar que todos tomarão essa atitude.
  • Estrutura e clareza: Consiste na garantia de que todos sabem o que é esperado deles e dos processos que devem ser seguidos. As metas estão incluídas nesse critério.
  • Significado: É o senso de propósito, tanto no nível individual quanto coletivo.
  • Impacto: Refere-se à percepção de que o trabalho executado é importante para a organização.

O Primeiro item foi o que se destacou, revelando que as pessoas produzem mais e melhor quando se sentem seguras para serem elas mesmas, ou seja, um ambiente de segurança psicológica é caracterizado pela segurança que os membros da equipe têm em expressar suas opiniões, darem ideias, fazerem perguntas, e principalmente, caso alguém tenha cometido um erro, em saber que a equipe estará lá para ajudá-lo, e não para culpá-lo, tornando o erro uma experiência de aprendizado.
No entanto, vivemos tempos em que falar o que pensamos pode se tornar motivo de conflitos, confrontos e até mesmo ruptura nos relacionamentos. A intolerância caracteriza nossa cena atual gerando divisão e afastamentos entre as pessoas. É inegável, a censura nas redes sociais é forte represália àqueles que se manifestam livremente para expressar suas ideias, opiniões ou sentimentos.
Por outro lado, todos os especialistas em comportamento e gestão de pessoas revelam que a maneira mais eficiente de se estimular a produtividade, motivação e a inovação é através da liberdade e da segurança de poder se expressar de forma autêntica, aberta e sincera. A segurança psicológica preconiza 4 estágios para que seja estabelecida: segurança para se expressar, para interagir, para pertencer e para aprender. Significa que é seguro para os membros da equipe trazerem ideias, discordarem e questionarem o status quo sem serem intimidados, é seguro para os membros da equipe pedirem ajuda, participarem de conversas difíceis, dar e receber feedback, engajarem com seus colegas e iniciarem e manterem um diálogo, é seguro inovar, trazer ideias, dizer que não sabem algo ou aprender com seus erros, e é seguro para os membros da equipe sentirem-se valorizados, reconhecidos, apoiados e com sentimento que não serão rejeitados.
A Segurança Psicológica se torna hoje um grande desafio para as organizações que precisam de equipes produtivas, motivadas e criativas se quiserem enfrentar crises econômicas mundiais cada vez mais determinantes de seu futuro. Outro aspecto animador frente a este conceito, diz respeito a um ambiente mais saudável, que contempla as demandas emocionais e psicológicas das pessoas permitindo assim, uma maior proteção a saúde mental.
Em tempos em que a depressão, a ansiedade e o estresse apontam como os principais motivos de afastamento do trabalho e o Burnout já acomete 30% da população brasileira ativa no trabalho, parece ser um caminho não apenas interessante, como também necessário.

Os artigos reproduzidos neste blog refletem única e exclusivamente a opinião e análise de seus autores. Não se trata de conteúdo produzido pela RSData, não representando, desta forma, a opinião legal da empresa.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo