Tendências tecnológicas em SST

Tendências tecnológicas para segurança do trabalho em eficiência operacional

A tecnologia mudou a forma como a indústria se relaciona com os seus clientes, funcionários e fornecedores. Hoje em dia é possível monitorar entregas de produtos, acompanhar o desempenho da equipe e enviar e-mails com aparelhos que cabem na palma da mão.
Desta forma, é fundamental traçar estratégias e utilizar ferramentas mais atuais que existem no segmento. Esse tipo de prática permite a melhoria da qualidade dos produtos, o aumento de produtividade e a redução de acidentes.
Dois setores que mais se beneficiam com a prática de utilização de novas tecnologias são os setores produtivo e o da segurança do trabalho. Ambos são vistos como as duas áreas que apresentam bons resultados ao utilizar o tipo correto de equipamentos e ao aplicar as tendências tecnológicas.
Neste conteúdo vamos ajudá-lo a compreender melhor o assunto, iremos apresentar sei pensamentos e dispositivos que estão em alta no mercado e como eles podem ajudar na sua gestão.

1. IoT
A IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas) é um recurso tecnológico à serviço da segurança do trabalho.
Um exemplo disso é o beacon, que já vem sendo amplamente adotado em segmentos como óleo e gás, agroindústria, mineração e varejo.
Mas o que é esse beacon? São aparelhos pequenos que transmitem informação por Bluetooth Low Energy (BLE). Podendo ser inserido nos capacetes ou nos crachás e assim possibilitam localizar trabalhadores dentro de grandes espaços, como minas, florestas e barragens. Dessa forma, em caso de emergências, todos serão localizados rapidamente. Além do gestor conseguir supervisionar o deslocamento da equipe durante a jornada.
A tecnologia na segurança do trabalho, tem ampliado a produtividade. Isso porque ela potencializa a ação das políticas preventivas, reduzindo afastamentos e interrupções de tarefas. Ou seja, a empresa melhora seu desempenho, e os empregados ganham mais qualidade de vida no trabalho.

2. Realidade Virtual
Acidentes de trabalho acontecem quando menos se espera. Por isso, é essencial preparar a equipe para manusear ferramentas com segurança, respeitar as regras e agir com cautela.
A realidade virtual permite o treinamento das práticas e operações a serem realizadas no ambiente de trabalho com grande precisão, tornando os funcionários mais capacitados e preparados para atuar em suas tarefas, além de facilitar a análise do comportamento de cada um deles e apresentar falhas e padrões a serem solucionados.

3. CIPA online
A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é regulamentada pela NR 05 e é uma obrigação de todas as empresas regidas pela Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). Por isso, ela é mais do que uma tendência: ela é uma obrigação da gestão.
Ela é formada por representantes do empregador e dos empregados. Assim, é possível discutir e propor melhorias para a segurança do trabalho. O modelo de votação online dá mais credibilidade para a escolha desses representantes, agiliza os processos e faz com que a divulgação dos resultados seja democrática.

A RSData, desenvolveu um software que auxilia em toda a eleição de maneira 100% online. Confira aqui.

4. Digital Twin
O gêmeo digital, ou Digital Twin, é uma tendência atual. Com ele, as indústrias criam modelos virtuais de suas linhas de produção.
Com isso, os gestores conseguem analisar os procedimentos e encontrar os problemas e falhas existentes, além de propor mudanças em suas disposições.
Em todos os casos, é possível ver os resultados das atitudes tomadas e determinar quais delas devem ser de fato colocadas em prática ou não. Isso aumenta a produtividade e faz com que a segurança do trabalho seja priorizada em cada decisão tomada.

5. Robôs
A substituição de humanos por máquinas no ambiente de trabalho é vista por muitos como negativa e ruim. Contudo, essa situação deve ser analisada por um ponto de vista diferente.
Certos locais oferecem grandes riscos para os indivíduos, como as atividades em altura e em espaços confinados. Qualquer detalhe ou desatenção pode causar um acidente fatal. Assim, todos os envolvidos saem perdendo e a empresa sofre péssimas consequências para a sua reputação.
Dessa forma, os robôs podem ser utilizados para trabalhar nessas situações e evitar acidentes. Além de facilitar a troca e a manutenção de peças em locais de difícil acesso, eles trabalham por períodos mais longos e aumentam a produtividade do setor.
Lembre-se também de que o desenvolvimento de máquinas cada vez mais modernas cria uma demanda por profissionais capacitados e especializados em tecnologia da informação, programação e robótica, gerando uma grande demanda de emprego.
Na maioria dos casos, esses novos cargos oferecem melhores condições de trabalho, têm um retorno financeiro maior e geram menos riscos aos trabalhadores.

6. Drones
Os drones já conquistaram vários segmentos do mercado e vieram para ficar. Eles são frequentemente utilizados para o entretenimento, mas também oferecem grande versatilidades para a indústria.
E já começaram a ser utilizados na inspeção de locais que oferecem grandes riscos ao trabalho humano.
Por exemplo, a inspeção de telhado é uma situação recorrente em qualquer tipo de empreendimento. Que ocorre para verificar o entupimento de calhas, telhas partidas ou trincadas e assegurar a integridade dos insumos, materiais e equipamentos que estão no galpão.
No modelo convencional, um trabalhador deve subir para analisar as condições da estrutura. Nessas horas, um descuido pode acontecer ou até mesmo uma telha quebrar. De qualquer forma, a vida desse trabalhador é colocada em risco. Portanto, os drones são utilizados para otimizar essa atividade.

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas também aprendam sobre as tendências em segurança do trabalho!

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo