Qual o prazo de envio dos eventos de SST no eSocial em 2022?

O prazo para envio dos eventos da Segurança e Saúde do Trabalho (SST) no eSocial tem sido uma pergunta frequente entre as empresas. Por isso, compreender cada um deles é essencial. Além dos prazos e o que corresponde o S-2210 S-2220 e S-2240, é importante aprofundar os grupos e as consequências de enviar os eventos de SST no eSocial ou enviar em atraso.

Os eventos de SST no eSocial

Os eventos de SST no eSocial são: S-2210, S-2220 e S-2240. Vamos falar sobre cada um deles na sequência deste artigo.

Mas, antes disso, vamos nos atentar ao prazo de envio desses eventos?

É preciso ressaltar que foi publicada a Portaria MTP nº 334, de 17 de fevereiro de 2022 – DOU 18.02.2022, que tem por objetivo dar segurança jurídica a todas as empresas na implantação do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) em meio eletrônico, bem como garantir o tempo necessário para adaptação à essa nova forma de elaboração do documento, porém lembre-se que ela não desobriga o envio dos eventos S-2220 e S-2240 para o eSocial.

Dessa forma, permanecem os prazos do calendário oficial de 13/10/21 para empresas do primeiro grupo, 10/01/22 para os grupos 2 e 3, e 10/07/22 para os órgãos públicos, obedecendo às regras abaixo estipuladas pelo MOS (MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESOCIAL)

Veja também nosso Software para eSocial

S-2210 – Comunicação de Acidente de Trabalho
Prazo de envio: a comunicação do acidente de trabalho deve ser registrada até o primeiro dia útil seguinte ao da ocorrência e, em caso de morte, de imediato.

S-2220 – Monitoramento da Saúde do Trabalhador
Prazo de envio: o evento deve ser enviado até o dia 15 (quinze) do mês subsequente ao da realização do correspondente exame (ASO). Essa regra não altera o prazo legal para a realização dos exames, que deve seguir o previsto na legislação, sendo que somente o registro da informação no eSocial é permitido até o dia 15 (quinze) do mês subsequente. 

S-2240 – Condições Ambientais do Trabalho – Agentes Nocivos
Prazo de envio: até o dia 15 (quinze) do mês subsequente ao início da obrigatoriedade dos eventos de SST ou do ingresso/admissão do trabalhador. No caso de alterações da informação inicial, deve ser enviado até o dia 15 (quinze) do mês subsequente à ocorrência da alteração

Evento S-2210: empresas não estão desobrigadas

As ME´s e EPP´s com grau de risco 1 e 2 não estão dispensadas da entrega do Evento S-2210 – CAT desde 10/01/2022.

No caso de acidentes no ambiente de trabalho, a organização deve entregar o evento até o primeiro dia útil após o acidente.

Principais informações exigidas para a emissão da CAT no eSocial

  • Data, hora, local e tipo de acidente de trabalho;
  • Parte atingida pelo acidente de trabalho;
  • Agente causador do acidente de trabalho;
  • Código da Classificação Internacional de Doenças (CID);
  • Tipo de CAT (inicial, reabertura e comunicação de óbito);
  • Informações relativas ao atestado médico.

S-2220: Monitoramento da Saúde do Trabalhador

O evento eSocial S-2220 se refere ao Monitoramento da Saúde do Trabalhador. Além das avaliações clínicas, assim como todo seu vínculo laboral, exames complementares, suas datas e conclusões, também devem ser enviados. 

Além disso, para entender o evento S-2220 é preciso compreender que devem ser ser informados os exames realizados em cumprimento às normas do Governo Federal e também outros executados por indicação do médico, conforme o planejamento do PCMSO.

O que diz o evento S-2220?

O evento S-2220 determina que as seguintes informações sejam enviadas para o eSocial:

  • Deverão ser enviadas as seguintes informações:
  • Data de emissão do Atestado de Saúde ocupacional (ASO);
  • Informar todos os exames e o resultado (normal ou alterado) de acordo com os que constam no ASO; 
  • Resultado: apto ou inapto.
  • Exames: admissional; periódico, conforme NR-07 e PCMSO, de retorno ao trabalho; mudança de função; demissional; além da monitorização pontual (quando não enquadrado nos casos anteriores).
  • Informações sobre o médico emitente do ASO;
  • Informações sobre o médico responsável/coordenador do PCMSO.
  • Entenda a importância do PCMSO e como gerenciar de forma eficaz

O que preciso saber sobre o PCMSO?

Ao admitir um novo empregado na sua empresa, uma avaliação médica é realizada. Isso é fundamental para entender a condição de saúde desse profissional e, claro, vai servir como parâmetro para as avaliações necessárias ao longo do tempo e quando o mesmo se desligar da organização.

Essa obrigação é prevista pelo Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). A importância do PCMSO é incalculável, mas é preciso também gerenciar de forma eficaz esses documentos.

Prever exames periódicos ou em caso de mudança de setor

O PCMSO também tem a função de prever exames periódicos ou em caso de mudança de setor. Aliás, no artigo: o que muda no relatório analítico do PCMSO você fica por dentro das novidades sobre o Programa.

Ademais, sempre que o Inventário de Risco sofrer uma alteração, deve-se ser avaliado a necessidade de atualização do PCMSO, que poderá sofrer modificações.

Assim, o processo de gestão de SST (Segurança e Saúde do Trabalho) terá uma relação muito grande entre Inventário de Risco, Plano de Ação e PCMSO.

S-2240: Condições Ambientais do Trabalho/Agentes Nocivos Previdenciários

O evento S-2240 se refere às Condições Ambientais do Trabalho, mais especificamente aos Agentes Nocivos Previdenciários. 

Este evento é utilizado para registrar as condições ambientais de trabalho pelo declarante, indicando as condições de prestação de serviços pelo trabalhador, bem como para informar a exposição a agentes nocivos e o exercício das atividades descritos na “Tabela 24 – Agentes Nocivos e Atividades – Aposentadoria Especial” do eSocial. 

Deve também ser declarada a existência de EPC instalados, bem como os EPI disponibilizados. A informação relativa aos EPIs não substitui a obrigatoriedade do registro de entrega destes equipamentos conforme disposição normativa.

O eSocial somente registra as informações de exposição a partir do início da obrigatoriedade dos eventos de SST. O prazo de envio é até o dia 15 (quinze) do mês subsequente ao início da obrigatoriedade dos eventos de SST ou do ingresso/admissão do trabalhador. 

No caso de alterações da informação inicial, deve ser enviado até o dia 15 (quinze) do mês subsequente à ocorrência da alteração.

Por que a tecnologia é tão importante para não correr riscos no processo do eSocial?

É sempre importante lembrar que o eSocial aceita qualquer informação enviada, ou seja, não há critério por parte do Sistema. Isso significa que as empresas devem se atentar não apenas aos prazos, mas à qualidade desses dados.

É aí que entra a tecnologia!

Conheça o dataSEESMT, software de gestão SST e SSO da RSData

O dataSEESMT, software de gestão SST e SSO, foi desenvolvido sob o acompanhamento de profissionais especialistas em Segurança e Saúde do Trabalho. 

Por isso, possui como a sua principal característica a facilidade no lançamento das informações voltadas à SST, permitindo uma gestão eficaz na emissão, controle e vencimento de documentos, programas e laudos tais como PCMSO, PCMAT, PGR, PCA, LTCAT e PPP, ASO e exames.

Legislação automática e interface amigável

O software possui atualização automática da Legislação Trabalhista, Previdenciária e Internacional, o que evita erros comuns diante de tantos artigos e exigências. Além disso, o dataSEESMT emite alertas de gestão que otimizam o fluxo de trabalho. Com interface amigável, a plataforma online é intuitiva e de fácil compreensão para qualquer usuário.

Integração com softwares ERP

Ademais, a plataforma proporciona integração com softwares ERP, de folha de pagamento, RH, contabilidade, almoxarifado, sempre compartilhando informações em tempo real. A agilidade e organização que esse sistema oferece também é um dos pilares de crescimento do negócio.

Personalização e sustentabilidade

A ferramenta também permite a personalização de documentos de SST, de PPRA, PCMSO, Anamneses, Checklists, Ordem de Serviço e outros. Com a digitalização dos processos e arquivos, é possível impulsionar a economia para a empresa, visto que a diminuição do uso de papel e a otimização de espaços físicos acontecem organicamente.

Gestão de Indicadores

Como o software tem integração de dados do sistema, os registros obtidos são facilmente transformados em gráficos que tornam a interpretação do usuário não somente estratégica, como mais assertiva.

Leia aqui outros artigos que ajudarão a entender tudo o que o eSocial implica em SST, bem como formas de estar em plena conformidade.

Unindo tecnologia e inovação, as empresas garantem um ambiente laboral seguro e saudável e ficam em dia com as regras estabelecidas pelo eSocial.

Saiba mais em: https://www.rsdata.com.br/

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo