Qual o maior objetivo da segurança do trabalho?

Segurança do trabalho um propósito de vida, a transformação começa por aí!

Nesta última semana, palestrei em eventos no Peru, Colômbia e Chile, onde fui convidado a falar sobre o que é” Sustentabilidade Corporativa, da teria a lições apreendidas” e sobre “Comportamento seguro” nas áreas de mineração e óleo & gás.

A segurança do trabalho é um dos principais pilares de sustentação da Sustentabilidade corporativa como defendo em minhas palestars e treinamentos.

O que sempre digo :O que adianta abraças os 17 ODS, estar no índice de Sustentabiliade da bolsa, ou até mesmo ganhar prêmios de ações em Sustentabilidade , se seus KPIs de segurança do trabalho são péssimos , ambiente de trabalho insalubre ou inseguro e por aí vamos!

Sustentabilidade Corporativa começa forte com a segurança do trabalho, não tenho a menor dúvida.

Comportamento seguro? FUNDAMENTAL!!!!

O profissional, gestor da área de segurança tem uma missão especial, onde dar suporte aos colaboradores passa ser essencial para que desenvolvam suas tarefas e um sistema de gestão em sst pode ser essencial para isso.

Segurança do trabalho é, e deve ser sempre o propósito de um gestor da área de segurança do trabalho.

E não só ficar criando regras de ouro, procedimentos, mais procedimentos e dando um jeito nos Kpis de segurança para mantê-los baixo.

Nem tão pouco, pensando na Sipat o ano todo, para fazer um evento que não impacta em nada o início da verdadeira transformação para segurança do trabalho.

Se palestras tristes com depoimentos mais trágicos que outro, onde se abraçam e choram, psicólogos falando de mind set, treinamentos enlatados que se vendem por aí (podem ter dado certo lá fora) etc., funcionasse!

Porque a cada 15 segundo morre uma pessoa por acidente do trabalho?

Se segurança vem em primeiro, por que em cada 4 horas no Brasil uma pessoa morre por acidente de trabalho ?

A transformação na segurança do trabalho, começa inicialmente com o gestor ou “líder” (como se gasta tanto texto sobre este assunto de “Liderança “), começarem a entender e gostar de gente.

Espera se que “Líderes em segurança “sempre busquem a melhoria, eficiência, excelência da segurança do trabalho, provendo suporte aos seus colaboradores, certo? ou estão mesmos?

É comum assistir estes “Líderes” estarem contentes na manutenção dos seus Kpis, um pouco mais baixo do que anos anteriores

Não é que eles não gostariam de fazer uma verdadeira transformação na segurança.

Mas no fim, talvez eles simplesmente não acham que é possível ou não tem um plano para que isso aconteça.

O verdadeiro início de uma transformação em segurança é parar de tentar controlar os colaboradores e começar a adicionar valor a eles.

Não sei por que muitos profissionais de segurança se comportam como policiais ou guardas de trânsito, criando regras, multando etc.

Não é à toa que em minhas palestras e treinamentos pergunto, sem querer: Quem é o profissional mais odiado dentro da empresa? Quem seria?

Colaboradores às vezes podem ser o problema, mas eles também são a solução.

Ajudar os trabalhadores a executar com mais segurança é diferente de controlá-los.

A terminologia, “controles de segurança” perde sua eficácia quando ele se move de controles condicionais para controles comportamentais.

A transformação começa em ganhar corações e mentes sobre a excelência de segurança e fornecendo a sustentação para permitir que os seus esforços.

Segurança torna-se um propósito de vida para dar suporte e não um jogo que precisa de regras para impedir as pessoas de cometerem erros!

As mãos e os pés dos trabalhadores só precisam ser controlados quando seus corações e mentes não estão totalmente engajados no esforço da segurança.

Gestor em segurança do trabalho sem propósito, gerência.

Gestor em segurança trabalho com propósito, orienta.

Estamos juntos!

Roberto Roche

Especialista em gestão de ESG (Environmental, Social and Governance), Princípios do Equador, PRI e padrões do IFC para investimentos em infraestrutura. Ao longo de + 35 anos consolidou sua experiência exercendo vários cargos até alcançar a Vice-presidência em ESG / QSMS-RS & Sustentabilidade Corporativa para fundos de investimentos na África e Asia com forte atuação nas áreas de Óleo & Gás, Energia, Portos e Mineração em mais de 15 países da América Latina, África Ásia e Oriente Médio. Conselheiro do Conama 2000-2008, Perito Socioambiental do Ministério Público Federal;

Pós.doc- (Aberdeen U. – UK); MBA Harvard University USA; PhD (UCLA – USA); MSc (Texas A&M – USA); BSc (Maryland U. – USA); Engenheiro Químico; BSc (UFRJ); Biólogo Marinho

Auditor SGI- ISO 9001 / ISO 45001-BRTÜV, Auditor Líder Ambiental, IEMA / EARE, UK; Auditor Líder ISO 9001-IRCA ; Auditor  Líder ISO 14001-RAB ; Auditor SSASMAQ , Auditor Conama 306, Auditor Líder e Revisor da ISO 45001 final para a OIT , Auditor Líder ISO 26000; Auditor AS 8000 e Auditor AA 1000(relatórios de Sustentabilidade)

Os artigos reproduzidos neste blog refletem única e exclusivamente a opinião e análise de seus autores. Não se trata de conteúdo produzido pela RSData, não representando, desta forma, a opinião legal da empresa.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo