Porque contratar profissionais com mais de 50 anos?

“Enquanto a população do Brasil envelhece e as regras para a aposentadoria ficam cada vez mais complexas, o mercado de trabalho ainda tem preconceitos em relação aos trabalhadores com 50 anos ou mais, é o que mostra uma pesquisa realizada pela Maturi, empresa especializada no mercado 50+, em parceria com a consultoria EY Brasil, com a participação de 191 funcionários de empresas em 13 setores.

De todo modo, o envelhecimento já é percebido nas empresas. Três em cada cinco pesquisados afirmaram acreditar que o envelhecimento da população terá impactos para a sua empresa, 41% já sentem esses impactos e 88% concordam total ou parcialmente com a afirmação de que as empresas que se prepararem para o envelhecimento estarão em vantagem. Portanto, essa não é mais uma questão a ser considerada apenas em cenários futuros.”

Quem são os + 50 no mercado de trabalho?

Pesquisas sugerem que esses profissionais são mais:

• Dedicados, não faltando e se atrasando no trabalho.
• Comprometidos, costumam atingir metas e seguem melhor as diretrizes das empresas quanto a pontos de grande importância.
• Preparados, suportam melhor os desafios do cargo, mais pressão e apresentam menos crises quanto a todo esse processo.
• Criativos, pois usam sua experiência para criar melhores soluções para problemas do cotidiano.
• Inovadores, ainda com sua expertise, procuram novos meios para melhor obter os resultados.
• Trazem a experiência e a vivência de + de 25 anos dentro de sua especialidade.
Outras qualidades são existentes conforme o nível de experiência que foi adquirida, de acordo com os segmentos de trabalho que atuou.

O que o profissional mais de 50 anos pode fazer?

Proatividade, experiência entre outras características que são muito valorizadas pelo mercado de trabalho não dependem de idade, e sim, do perfil de cada pessoa. A idade não define, de forma nenhuma, o que um indivíduo é, nem aquilo que ele é capaz de desempenhar no ambiente de trabalho”.

Por terem mais vivência e terem passado por situações desgastantes, os profissionais mais 50 tendem a ter uma visão mais macro, combinada com um “jogo de cintura”. Costumam ter mais habilidade para lidar com momentos de crise de um modo mais leve, por não ser uma novidade na vida laboral deles. A troca de experiências entre os mais jovens com os + 50 são fantásticas quando o contexto envolve a vontade de apreender e o respeito por quem já possui um conhecimento mais apurado sobre o trabalho.

O que acaba restringindo sua contratação?

Muitas empresas abrem vagas buscando um profissional para Gerente e/ou Coordenador em Segurança e Saúde Ocupacional, que possua grande experiência e esteja alinhado com as políticas da empresa e as mudanças do mercado.

A questão está na forma que pretendem ter este profissional, ou seja, vários currículos são enviados para análise e entre tantos, temos os profissionais + 50. “Cancela, passou da idade!”, assim alguns profissionais de DP/RH e recrutadores processam a triagem dos candidatos que necessitam para suprir o cargo de Gerente e/ou Coordenador. Porém olham para os profissionais mais jovens pensando em ter por mais tempo na empresa, por salários mais baixos, pela energia da juventude e da entrega de resultados, com a mesma experiência e vivência de um profissional mais experiente.

O “Etarismo” para nós + 50 ainda existe nos cerceando de uma entrevista e de participar de um processo de contratação, e com uma sutil mensagem nos elimina.

“Seu perfil foi muito bem classificado no processo seletivo para a posição de CARGO junto ao nosso nome do cargo de quem foi o responsável pela vaga, porém nesse momento o processo foi definido por outro profissional que a empresa julgou ser adequado para a oportunidade em questão.
Tomamos então a liberdade de manter o seu Curriculum Vitae em nosso Banco de Dados para futuras oportunidades.”

FONTE: [1] Fonte: https://exame.com/esg/inclusao-de-profissionais-com-50-anos-ou-mais-deve-crescer-nas-empresas-em-tres-anos-entenda/

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo