O que é preciso para se realizar uma boa gestão em saúde e segurança do trabalho?

Hoje nosso convidado Engenheiro Sérgio Ussan falará sobre os cuidados que devem ser tomados para realizar uma boa gestão em SST.

SEGURANÇA DO TRABALHO VAI ALEM DE EPIs E EPCs.

          Este texto é dirigido mais para profissionais prevencionistas ligados à Construção Civil, mas vale para profissionais ligados a outros segmentos de trabalho.

          É comum encontrar Técnicos de Segurança do Trabalho e também Engenheiros de Segurança do Trabalho comentando os cuidados que possuem com a distribuição, uso e fiscalização de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs e a correção na colocação de Equipamentos de Proteção Coletiva – EPCs nas obras sob sua responsabilidade.

          Estas ações são elogiáveis, mas não significam que a proteção dos trabalhadores está completa sendo necessário considerar outros itens que influem direta ou indiretamente na proteção.

          Ao apresentar os itens complementares abaixo sei que alguns leitores pensarão “mas isto é óbvio” o que deve ser seguido para o auto questionamento “eu dou atenção a estes itens?”.

          Vejamos então alguns destes itens:

Documentação:

Correção na documentação exigida para a relação empregado/empregador, com ênfase para o contrato de trabalho e o devido registro na carteira profissional.

Justificativa: relação empregado/empregador informal propiciam situações que podem levar a falta de proteção ou assistência futura ao empregado.

Exames Médicos:

          Importante a realização de exame médico admissional que garanta o trabalhador estar apto para executar as tarefas para quais foi contratado, com relevância para o Atestado de Saúde Ocupacional – ASO onde deve constar “apto para trabalho em altura” para aqueles que irão desenvolver atividades acima de 2,0m de altura.

Justificativa: trabalhador admitido sem condições de saúde para futuras tarefas poderá se acidentar ou adoecer ocasionando sérios problemas para o empregador.

Qualificação:

          Todo trabalhador deve possuir Qualificação que o capacite nas tarefas que irá desenvolver comprovada por Certificado de Treinamento firmado por Profissional Legalmente Habilitado.

          Atenção para registros inerentes a validade de um certificado, especialmente com o real cumprimento à carga horária que ali constar.

Justificativa: colocar trabalhador em atividades e operação de máquinas e equipamentos para os quais não é capacitado é o mesmo que entregar o veículo da empresa, carro ou caminhão, para motorista que não possui carteira de habilitação.

Meio Ambiente de Trabalho:

          O meio ambiente e as áreas de vivência disponibilizadas aos trabalhadores devem atender em sua totalidade o determinado nas Normas Regulamentadoras Brasileiras – NRs.

Justificativa: sabemos que ambiente de trabalho fora das condições de uso normais propiciam o mau desempenho e quem ali desenvolve atividades profissionais e que pode ser causa de futuros incidentes ou acidentes.

          Partindo dos princípios que fundamentam os itens acima o leitor poderá verificar onde mais colocará sua atenção na busca de segurança não só baseada em EPIs e EPCs.

          Tenho certeza que irá se deparar com situações merecedoras de especial atenção ligadas à segurança plena disponibilizada ao trabalhador.

          Como sempre o contraditório será bem vindo.

Os artigos reproduzidos neste blog refletem única e exclusivamente a opinião e análise de seus autores. Não se trata de conteúdo produzido pela RSData, não representando, desta forma, a opinião legal da empresa.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo