Ergonomista: Profissão Ganha Código 2149-50 na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO)

11/06/2024

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) anunciaram a inclusão de 19 novas ocupações na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), além da atualização de outras 424. Essa iniciativa busca acompanhar as mudanças no mercado de trabalho e fornecer dados precisos para a formulação de políticas públicas de emprego.

Entre as novas ocupações, destacam-se profissões nas áreas de bem-estar, sustentabilidade, tecnologia e cuidados com animais, como Analista de Sucesso do Cliente, Ergonomista, Biólogo em Meio Ambiente e Diversidade, Terapeuta Reiki e Instrutor de Yoga. A inclusão dessas ocupações na CBO é resultado de um processo de solicitação por parte de entidades e associações de trabalhadores, seguido de uma avaliação criteriosa pelo MTE. A CBO não regulamenta profissões, mas dá visibilidade às ocupações, alimentando bases estatísticas e fornecendo subsídios para políticas públicas de emprego.

A inclusão do Ergonomista na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é um marco significativo para a profissão. A partir de agora, os Ergonomistas contam com o código 2149-50 para contratos de trabalho regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Essa classificação específica permite uma maior visibilidade e reconhecimento da profissão no mercado de trabalho, além de fornecer dados precisos para a formulação de políticas públicas de emprego relacionadas à ergonomia e à saúde ocupacional.

Além disso, foi criado o Guia Brasileiro de Ocupações, uma plataforma online que reúne informações da CBO e de outros cadastros relacionados ao mercado de trabalho. Essas ferramentas contribuem para a transparência, o planejamento e a tomada de decisões estratégicas por parte de trabalhadores, empregadores e profissionais de recursos humanos. Leia na íntegra a notícia publicada no site oficial do Governo.

TRABALHO E EMPREGO

MTE inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações

Além das novas inserções, foram atualizadas 424 ocupações. O anúncio foi feito pelo MTE e pela OIT durante evento que apresentou o Guia Brasileiro de Ocupações para um grupo de estudantesCompartilhe:

Publicado em 10/06/2024 08h51

mte.twitter.1.guia.brasileiro_1.png

Dezenove novas ocupações foram incorporadas à Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), além de terem sido atualizadas mais 424. O anúncio foi feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) durante o evento “Novas profissões, novas possibilidades para o presente e futuro”, no dia 6 de junho, que apresentou o Guia Brasileiro de Ocupações para um grupo de estudantes. A atividade aconteceu no SESI Lab, em Brasília.

Entraram para a lista as seguintes ocupações:  Analista de sucesso do cliente, Analista de experiência do cliente, Ergonomista (responsável por tornar o ambiente trabalho mais eficiente e seguro), Biólogo em eio ambiente e diversidade, Biólogo em saúde, Facilitador de biodança,  Terapeuta Reiki, Instrutor de Yoga, Instrutor de meditação, Facilitador de grupos de movimento (bioenergética), Brinquedista, Lactarista (responsável por preparar e cuida da nutrição dos bebês em creches e hospitais), Hidrojatista (responsável por operar equipamentos de hidrojateamento, que utilizam água sob alta pressão), Confeccionador de Perucas, Ufólogo, Monitor de animais domésticos, Condutor de cães domésticos (passeador), Instrutor de mobilidade com cães-guia ( responsável pela interação entre a pessoa com deficiência visual e o animal) e Condutor escolar (terrestre).

Atualmente, há 2.741 ocupações listadas na CBO. A sua atualização e novas inserções são feitas de forma periódica. Para isso acontecer, é necessário que entidades e associações de trabalhadores façam a solicitação ao MTE, que forma um grupo para avaliação do requerimento. Nessa análise, a subsecretária de Estatísticas e Estudos do Trabalho do MTE, Paula Montagner, explica que se avalia a necessidade de inserir novas ocupações ou de ampliar a lista de atividades das que já existem. “Procuramos estar o mais próximo das mudanças do mundo do mercado, retratando a sua realidade, pois esses dados são usados por trabalhadores, empregadores, profissionais de RH na hora da tomada de decisões”, fala Paula.

A finalidade da CBO é dar visibilidade a uma ocupação, diferentemente de profissão, que necessita ser regulamentada por meio de lei, passando por apreciação do Congresso Nacional e sanção do Presidente da República. As informações da CBO alimentam as bases estatísticas referente ao mercado de trabalho, além de servir de subsídios para a formulação de políticas públicas de emprego. 

Para incrementar mais a realidade do mercado de trabalho no brasil, foi criado o Guia Brasileiro de Ocupações, uma plataforma online pública que tem na sua base de dados informações da CBO, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Sistema Nacional de Emprego (SINE).

Clique aqui e conheça o Guia.Categoria

Trabalho e Emprego

FONTE: https://www.gov.br/trabalho-e-emprego/pt-br/noticias-e-conteudo/2024/Junho/mte-inclui-19-novas-profissoes-na-classificacao-brasileira-de-ocupacoes

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo