Coronavírus no Carnaval, devo me preocupar?

Mas será mesmo que devo me preocupar com o Coronavírus neste carnaval?

Essa é a pergunta mais comum dos últimos dias. Com o Carnaval se aproximando, as pessoas querem saber como será a comemoração e quais os riscos dessas aglomerações.

O fato é que com a pandemia do novo coronavírus, várias cidades estão cancelando ou adiando o Carnaval.

Os mais tradicionais bailes e blocos espalhados pelo país também foram cancelados.

As autoridades que tomaram essa decisão explicam que o atual cenário de saúde e transmissão do vírus foram analisados criteriosamente.

Enquanto todos não estiverem vacinados, a preocupação com a saúde dos fãs, artistas, parceiros, equipe e comunidade será prioridade.

Saiba mais sobre o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação.

O novo coronavírus afetou a vida de todo mundo

Não é novidade que essa pandemia transformou a vida das pessoas. Aliás, se algum dia alguém dissesse que o mundo precisaria parar por causa de um vírus, você acreditaria?

É provável que, no futuro, março de 2020 seja lembrado pela mais veloz e impressionante mudança de comportamento da história.

Mudanças na rotina, no trabalho, no comportamento e, acima de tudo, nas relações humanas se intensificam e ressignificam diariamente.

A nossa forma de socializar também mudou e, talvez, essa tenha sido a parte mais difícil. O brasileiro, mais do que qualquer outro povo, é festeiro, divertido e acolhedor.

Porém, sem as festas e feriados, muitos se questionam se conseguirão passar por mais um ano sem o alto prejuízo emocional causado pelo isolamento.

Por qual razão não devemos nos aglomerar?

Apesar de ser uma festa belíssima e ovacionada pelo mundo inteiro, o Carnaval no Brasil é sinônimo de aglomeração. Aliás, essa é a graça dos blocos de rua, por exemplo.

E é justamente isso que não podemos fazer: aglomerar.

A transmissão do vírus responsável pela COVID-19 acontece principalmente através da inalação de gotículas de saliva e de secreções respiratórias.

Essas gotículas ou secreções podem ficar suspensas no ar quando a pessoa contaminada tosse ou espirra.

Já imaginou evitar esse tipo de contato no meio de uma festa de Carnaval?

É praticamente impossível. Por essa razão não devemos aglomerar.

Reinventar a convivência é uma opção para o Carnaval

Se tem uma coisa que aprendemos (ou estamos aprendendo) nesses meses que se passaram é reinventar nossas formas de socializar.

Perceber essa necessidade como uma oportunidade de colocar em prática pequenos momentos é uma opção inteligente para lidar com a situação.

A tecnologia é uma aliada nessa hora, não tenha dúvida disso. Muito embora o contato físico esteja limitado ao número de pessoas, a conversação virtual e digital não tem limites.

É evidente que o Carnaval não será o mesmo este ano, mas não é por isso que precisa ser ruim.

É hora de pensar em tudo isso que estamos vivenciando e, ao mesmo tempo, é importante ter resiliência para quando isso tudo passar.

Como se proteger do Novo Coronavírus no Carnaval?

Se você pretende passar essa data com amigos, lembre-se que mais de 10 pessoas reunidas já é considerado aglomeração.

Mas, se você vai curtir o Carnaval com duas ou três pessoas, a possibilidade de contaminação diminui com alguns cuidados importantes: não esqueça de lavar suas mãos com frequência usando sabão e água ou álcool em gel.

Além disso, mantenha uma distância segura das pessoas e evite tocar nos olhos, no nariz ou na boca.

Cubra seu nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir. O ideal é que os amigos estejam testados antes do encontro.

Fique em casa se você se sentir indisposto e, claro, procure atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.

 

Não esqueça de comentar!
Até a próxima \"😉\"

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo