Como ter um compliance de EPI e manter sua empresa longe de notificações

O termo “compliance” vem se popularizando ao longo dos anos no ambiente corporativo. Originário do termo inglês “to comply with” que significa “estar em conformidade”, o conceito representa a importância de seguir as normas legislativas.

O principal objetivo de implementar um compliance na empresa é prevenir, e não remediar, algum tipo de corrupção no local. Para isso, é necessário criar normas internas, auditorias, fiscalização e incentivo à denúncias. É importante incorporar esse sistema na empresa mesmo quando não há histórico de corrupção.

Não existe uma lei que obrigue esta prática nas empresas, porém, em 2013, foi sancionada a Lei Anticorrupção, que “dispõe sobre a responsabilização objetiva administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos contra a administração pública, nacional ou estrangeira”, fazendo a prática ganhar ainda mais força.

A imagem da empresa no mercado também pode ser afetada de forma positiva ou negativa, a depender da implementação da compliance. O ambiente corporativo está cada vez mais rígido com relação a estas questões. Mostrar engajamento e comprometimento com estas causas demonstra responsabilidade para o mercado.

Quando se trata de SST, o foco continua o mesmo, estar dentro da conformidade. A segurança e a saúde do empregado é fundamental para qualquer empresa. Assim como nas questões relacionadas à corrupção no compliance, quando se trata de SST, é necessário aderir todos os procedimentos recomendados para que se evite acidentes.

Reuniões, cursos e até mesmo treinamentos explicando o uso de EPIs, e-mails e palestras informativas, políticas internas, são algumas das ações a serem realizadas para introduzir a prática compliance na empresa. A prática pode evitar riscos de acidente, inclusive acidentes fatais. A cultura da empresa pode ser mudada aos poucos, com ações diárias que incentivem os colaboradores a se atentarem a todos os ensinamentos, e que também cobrem os colegas para que a empresa cresça e atue da maneira mais correta possível.

Em caso de falta da Ficha de EPI, não cumprimento do uso de EPIs, fará com que a empresa e o empregador sofram notificações e sanções legais. O colaborador que não usar os equipamentos pode sofrer advertências internas. A empresa também pode ser notificada por estar colocando em risco a vida de um colaborador, seja por negligência ou falta de informação.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo