Como fazer o inventário de risco do PGR?

Hoje vamos falar do inventário de risco da nova NR01. Para saber como fazer ele, é preciso entendê-lo primeiro. Então vamos ao conceito!!

O que é o Inventário de Risco?

O inventário de risco é onde será feita a identificação dos perigos (físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes) que estão presentes nas atividades exercidas pelo empregado; a avaliação dos riscos ocupacionais, e medidas de controle e ações para minimização dos riscos potenciais. Ele é um documento de evidência, que documentará os perigos existentes na empresa e nas atividades laborais, avaliará os riscos existentes, irá propor medidas de prevenção, e que servirá também para inserção de outros programas de SST, como os de Higiene Ocupacional, de Ergonomia, de Gestão de Máquinas.
A avaliação de riscos ocupacionais deve ser contínua e revisada conforme determina a NR01, buscando a melhoria contínua. A organização deve avaliar os riscos ocupacionais relativos aos perigos identificados em seus estabelecimentos, de forma a manter informações para adoção de medidas de prevenção.

O que deve conter no Inventário de Risco?

No Inventário de Risco da RSData, você contará com:
• Caracterização dos ambientes de trabalho, setor, cargo, posição e GHE;
• Caracterização das atividades: sumária e detalhada
• Descrição dos perigos, possíveis lesões ou agravos à saúde do trabalhador, com a identificação das fontes ou circunstâncias dos riscos gerados, e indicação dos grupos de trabalhadores sujeitos aos riscos, e das medidas de controle implementadas (administrativa, coletiva e individual)
• Nível de risco ocupacional, determinado pela combinação da severidade das possíveis lesões ou agravos à saúde com a probabilidade ou chance de sua ocorrência.
• Dados de análise preliminar ou do monitoramento da exposição a agentes físicos, químicos e biológicos, da NR-09 e ACGIH, bem como os resultados da avaliação ergonômica, da NR-17;
• Avaliação dos riscos, incluindo a classificação de acordo com a Matriz de Categorização personalizada por risco, para fins de elaboração do plano de ação;
• Critérios adotados para avaliação dos riscos e tomada de decisão.

Como Implementar o Inventário de Risco?

O Inventário de Risco é implementado seguindo cinco etapas como segue
1- Identificação do Perigo
2- Avaliação e Classificação dos Riscos de acordo com a probabilidade e severidade da Matriz de Categorização
3- Medidas de Prevenção com acompanhamento e monitoração
4- Verificação de Resultados das medidas de controle tomadas
5- Reavaliação dos riscos
Avaliação de riscos ocupacionais é a etapa na qual deve ser indicado o nível de risco ocupacional, utilizando-se ferramentas e técnicas de avaliação apropriadas. Esta etapa vai orientar quais riscos devem ser priorizados na adoção de medidas de prevenção. Após a avaliação, os riscos ocupacionais devem ser classificados, utilizando ferramentas de gerenciamento de risco, como a matriz de risco, para fins de identificar a necessidade de adoção de medidas de prevenção e elaboração do plano de ação.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter: