Como evitar lesões no trabalho?

Hoje nosso convidado, Wesley SIlva, dará 07 Dicas para prevenção de distúrbios em Membros superiores. Aproveite para colocar em práticas!!! Confira!!!

Grande parte das lesões envolvendo riscos ergonômicos estão relacionadas as atividades com alta exigência dos membros superiores. Confira algumas dicas para o seu Gerenciamento de Riscos Ocupacionais.

1. Planejamento do tempo

É necessário que no planejamento de uma tarefa seja definido um tempo correto para execução de suas etapas. Fatores como variação da produção, grau de dificuldade, produtividade e variação de material precisam ser considerados nessa avaliação.

2. Tempos de recuperação de fadiga

Nas atividades de alta repetitividade é preciso que o trabalhador tenha um tempo de recuperação. O trabalhador poderá ter autonomia para definir essas pausas. Estas pausas podem ser inseridas como pausas curtas durante a atividade ou até ao final de um determinado período ou ciclo.

3 – Alongar ou enriquecer o ciclo de atividades ou instituir rodízios

Neste aspecto a ideia inicial é enriquecer a atividade de forma que o trabalhador tenha um número maior e variado de tarefas, de forma que possa alternar os tipos de movimentos. No caso de alongar o ciclo deve ser avaliado a possibilidade de reduzir o tempo aplicado em uma tarefa de forma que o trabalhador possa atuar em mais etapas do processo.

4-Eliminar fatores de dificuldades

É preciso identificar dentro da atividade quais são os fatores que estão dificultando a tarefa. EX.: Ferramentas incorretas, material de baixa qualidade, dispositivos sem regulagem ou inadequados para o tipo de material utilizado.

5 – Redução do esforço manual

De forma geral não se deve exigir grande esforço do trabalhador, principalmente quando existe movimentos repetitivos. Deve-se analisar formas de reduzir o esforço do trabalhador, tais como: manter afiamento de ferramentas de corte, melhorar pega e mudança em ferramentas por equipamentos mais modernos.

6-Acertar a postura do trabalhador

Para melhorar a postura do trabalhador é preciso pensar em: mudar a ferramenta de trabalho ou controle, mudar posição dos componentes, apoiar seguimentos corporais. É importante garantir a altura adequada de bancadas e mesas.

7- Reduzir a compressão mecânica e vibração das ferramentas manuais

Podemos pensar em ações como: Almofadas para apoiar cotovelos, arredondamento de cantos de mesas, alteração em diâmetros de cabos de ferramentas e substituição de ferramentas com maior vibração.

Os artigos reproduzidos neste blog refletem única e exclusivamente a opinião e análise de seus autores. Não se trata de conteúdo produzido pela RSData, não representando, desta forma, a opinião legal da empresa.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter: