5 Dicas de Gerenciamento com Segurança

Minha gestão de lições aprendidas de SEGURANÇA em 2022 até agora, e as suas?

Lições para negócios e vida estão prontamente disponíveis se você estiver prestando atenção.

Com muitos projetos de consultoria tradicionais temporariamente suspensos devido ao COVID-19, as atenções se concentraram novamente para enfrentar novos desafios.

Ajudar as empresas a gerenciar com segurança suas respostas para desligar, reiniciar ou operar durante o “novo normal” tornou-se a nova missão na nossa consultoria ROBERTO ROCHE & ASSOCIADOS

Muitas lições foram aprendidas desde o início de 2020.

À medida que a economia trabalha para reiniciar, cinco considerações de segurança se destacam:

Estratégia de segurança;

Grupos com prioridades estratégicas estabelecidas para serem executados no ano corrente precisarão rever seus planos contra as novas táticas de resposta pandêmica e prevenção, inesperadamente impostas aos profissionais de segurança e equipes ou comitês.

O que você ainda pode assumir no restante deste ano, e o que precisa ser adiado para os anos subsequentes?

Perfil de Risco Alterado;

Com os requisitos de distanciamento físico, muitas organizações tiveram que redesenhar como o trabalho é realizado.

Sempre que o trabalho é alterado, o perfil de risco tem a oportunidade de mudar também.

Além disso, muitas empresas têm novas quantidades grandes de desinfetantes para as mãos à base de álcool.

Eles são armazenados corretamente em armários de líquidos inflamáveis ou em áreas protegidas por um sistema automático de irrigação?

Que outros riscos mudaram? Sua matriz de risco foi avaliada ou atualizada?

Confusão de Comunicação;

Use uma máscara”. “Não use máscara.” “Desligue e fique em casa.” “Reabra; estamos indo na direção certa. “Fechar; estamos indo na direção errada.

Estes são exemplos fáceis da confusão em massa e frustração sentida por qualquer um que assista às notícias ou coletivas de imprensa nos últimos quatro meses.

Perceba a rapidez com que a credibilidade é perdida quando a mensagem não está clara ou muda repetidamente.

Quão claras, consistentes, multidirecionais e transparentes são suas comunicações?

Como você está verificando as mensagens que está enviando?

Eles estão sendo recebidos e compreendidos?

Narrativas;

Desde que a pandemia começou, as narrativas foram rapidamente criadas e alteradas, e essas narrativas mudaram o comportamento da sociedade.

Quem tiver a voz mais alta e influente moldará a narrativa em um pequeno grupo, cultura ou sociedade.

São as histórias que perpetuarão ou mudarão a cultura.

Como vimos, sem nosso acesso às informações ou dados certos, uma narrativa será criada que normalmente não será a que você deseja.

Se você quer mudar a narrativa, você tem que mudar crenças. Para isso, você deve mudar as informações e experiências.

Com a notícia de mudanças nos acontecimentos atuais, vimos isso em grande escala.

Considere quem está moldando a narrativa dentro de sua cultura ocupacional.

Como você vai reforçar as histórias desejáveis?

Como você vai mudar as indesejáveis?

Controle vs. Influência;

A pandemia apresentou um interessante e infeliz estudo de caso sobre controle e influência do comportamento humano, como algumas pessoas voluntariamente cumprem os mandatos do governo, enquanto outras resistem abertamente até mesmo a pedidos de mudança comportamental por meio de métodos influentes.

Dentro das corporações, sempre existirão comportamentos que são necessários e devem ser controlados, pois ajudam a prevenir lesões graves.

Outros comportamentos só podem ser abordados através da influência. Quão claros são esses dentro do seu grupo?

Quão consistentes e oportunos são seus esforços para controlar e influenciar o comportamento?

À medida que muitas organizações voltam às operações normais, elas são capazes de reorientar seus esforços em sua busca pela excelência em segurança.

Embora alguns riscos possam ter mudado, é necessária uma estratégia que garanta uma comunicação eficaz, perpetua as narrativas certas e reconhece que nem todo comportamento pode ser controlado, nem deveria ser.

Estamos juntos!

Roberto Roche

Especialista em gestão de ESG (Environmental, Social and Governance), Princípios do Equador, PRI e padrões do IFC para investimentos em infraestrutura. Ao longo de + 35 anos consolidou sua experiência exercendo vários cargos até alcançar a Vice-presidência em ESG / QSMS-RS & Sustentabilidade Corporativa para fundos de investimentos na África e Asia com forte atuação nas áreas de Óleo & Gás, Energia, Portos e Mineração em mais de 15 países da América Latina, África Ásia e Oriente Médio. Conselheiro do Conama 2000-2008, Perito Socioambiental do Ministério Público Federal;

Pós.doc- (Aberdeen U. – UK); MBA Harvard University USA; PhD (UCLA – USA); MSc (Texas A&M – USA); BSc (Maryland U. – USA); Engenheiro Químico; BSc (UFRJ); Biólogo Marinho

Auditor SGI- ISO 9001 / ISO 45001-BRTÜV, Auditor Líder Ambiental, IEMA / EARE, UK; Auditor Líder ISO 9001-IRCA ; Auditor  Líder ISO 14001-RAB ; Auditor SSASMAQ , Auditor Conama 306, Auditor Líder e Revisor da ISO 45001 final para a OIT , Auditor Líder ISO 26000; Auditor AS 8000 e Auditor AA 1000(relatórios de Sustentabilidade)

Os artigos reproduzidos neste blog refletem única e exclusivamente a opinião e análise de seus autores. Não se trata de conteúdo produzido pela RSData, não representando, desta forma, a opinião legal da empresa.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter: