15 Dicas para prevenção de acidentes de trabalho

Agora é o momento de as empresas, independentemente da sua dimensão e atividade, refletirem sobre como os ambientes e processos de trabalho podem ser decisivos nos acidentes e doenças dos trabalhadores. Hoje nós separamos 15 dicas para prevenção de acidentes de trabalho.

Mas o que é considerado acidente de trabalho?

Segundo o artigo 19 da Lei no 8.213, de 24 de julho de 1991, “acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, ou de empregador doméstico, ou pelo exercício do trabalho do segurado especial, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, de caráter temporário ou permanente”. Pode causar desde um simples afastamento, a perda ou a redução da capacidade para o trabalho, até mesmo a morte do segurado.

Também podem ser considerados como acidentes do trabalho:

  1. a) o acidente ocorrido no trajeto entre a residência e o local de trabalho do segurado;
  2. b) a doença profissional, assim entendida a produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar a determinada atividade; e
  3. c) a doença do trabalho, adquirida ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e com ele se relacione diretamente.

Nestes dois últimos casos, a doença deve constar da relação de que trata o Anexo II do Regulamento da Previdência Social, aprovado pelo Decreto no 3.048, de 6/5/1999. Em caso excepcional, constatando-se que a doença não incluída na relação constante do Anexo II resultou de condições especiais em que o trabalho é executado e com ele se relaciona diretamente, a Previdência Social deve equipará-la a acidente do trabalho.

A prevenção sempre foi a melhor forma de reduzir ainda mais essa estatística e foi pensando nisso que criamos uma lista com 15 dicas para prevenir acidentes ocupacionais e garantir a segurança no trabalho.

Confira a seguir:

  1. Faça treinamentos, campanhas e debates sobre Segurança e Saúde no Trabalho (SST).
  2. Respeite as Normas Regulamentadoras (NR) e regras de segurança contra incêndio.
  3. Incentive a formação da CIPA e mantenha em dia as documentações de Segurança e Saúde no Trabalho (SST).
  4. Monitore, identifique e sinalize áreas sensíveis ou com riscos em potencial.
  5. Lembre-se que o conforto no ambiente de trabalho também é importante.
  6. Faça manutenções regulares nas instalações e ambientes de trabalho.
  7. Não tenha pressa nas rotinas de trabalho. Ela é inimiga da segurança.
  8. Faça pesquisas sobre melhorias em Saúde e Segurança no Trabalho (SST).
  9. Use EPIs de qualidade para evitar ou minimizar acidentes.
  10. Não improvise ou descuide das ferramentas de trabalho.
  11. Forneça, mantenha e substitua os EPIs com frequência.
  12. Informe sobre ocorrências ou incidentes imediatamente.
  13. Utilize equipamentos adequados às rotinas de trabalho.
  14. Crie um manual com a política interna de Saúde e Segurança no Trabalho (SST).

15. Respeite a vida e os direitos dos trabalhadores.

Categoria

Últimas Postagens

Siga a RSData

Inscreva-se em nossa Newsletter:

Pular para o conteúdo